segunda-feira, 12 de maio de 2008

Você traz o mundo aos meus pés


♥ A força desse amor nos invadiu...então tenho a certeza de amar você!!! ♥
"Porque antes eu tinha uma alma mansa, um sorriso pouco, uma esperança diminuta, uns olhos opacos. E então você apareceu com todas tuas mil cores, teus gestos bonitos, tua paz, teus beijos enlouquecidos, teus lábios ansiosos, teu corpo em brasa, tua delicadeza, tuas delícias, tua forma de amar. E o meu planeta começou a ter pinceladas vermelhas e passou a se chamar "Amor". "
Lição de casa:
E quando eu chego perto da sua cor é que sinto o cheiro do arco íris. É que fervo por cada poro da minha pele - tecido aquecido e frágil. E quando seus olhos abocanham minha boca, meio acanhada eu lhe ofereço flores plantadas no meu jardim. E mesmo que você não as aceite, dou um suspiro longo e algo branco me invade. E fico em paz. E quando sua mão de bicho me puxa o cabelo, eu não faço questão de lutar contra. Vou ao encontro de seu comando e obedeço à necessária vaidade. E é verdade...eu agradeço esse bem que você me faz. Cantando o duro e o morno, mostrando o frio e o azul, forçando minha cabeça sonhadora a enxergar que nem tudo é puro, que nem tudo é ouro. Mas que do bom pode-se fazer melhor. E do melhor pode-se provar. E é aí que você entra: me provando. E interprete isso ao seu próprio gosto.
Cada dia me convenço de que você sabe encontrar com exatidão todos meus detalhes. Até mesmo os mais invisíveis para os olhos que não sabem ver. Enquanto você rondava pelas minhas esquinas, ora descobrindo becos sem saída ora se deparando com portas totalmente escancaradas, eu permanecia quieta, fingindo que nada acontecia, calada. Desviei pra um lado, me fiz de tonta, desconversei, virei o rosto. Mas de nada adiantou. Que grande ingenuidade a minha duvidar desta sua destreza (que chega a ser irritante) tão capaz de me deter, me prender pelos cabelos. Capaz de saber os motivos que meus olhos escondem mesmo quando gritam, capaz de saber o porque desses olhos longes, longes, longes, em outra estação, capaz de saber que o medo que me cerca é o medo de um dia você poderá não mais por um tempo, saber do não saber por não olhar mais nesses olhos.
Tô aprendendo a lição de casa...ensinando dragões a nadar!

Um comentário:

Jivago disse...

seu flog tá muito legal te adoro amiga beijo